Pós-parto: não reconheço minha barriga!

O período após o nascimento de um bebê é recheado de novas emoções. Como tudo é novidade, a mãe leva um tempo para se adaptar à nova rotina, àquela nova vida que chegou e, também, ao seu novo corpo. Uma das modificações vistas durante o puerpério – período de recuperação pós-parto – é a diástase abdominal. Trata-se do afastamento dos músculos retos abdominais, com a separação da linha alba. Estudos apontam que os músculos podem levar seis semanas para retornar ao estado pré-gestacional e seis meses até que sua força total retorne.

diatase-3-638

Fonte SlideShare

A diástase abdominal não traz nenhum risco ou desconforto, porém, se houver distensão excessiva, pode haver interferência na capacidade da musculatura abdominal na estabilização do tronco, gerando maior predisposição a dores lombares. Sabe-se que a diástase apresenta menor incidência em mulheres que têm um bom tônus abdominal antes de engravidar, por isso, o melhor para se precaver é manter os músculos em forma antes da gestação.

Pode ser que a diástase se resolva espontaneamente no período pós-parto, mas, caso esse não seja o seu caso, há tratamentos para melhorar o quadro! O mais comum deles é a eletroestimulação, as famosas Corrente Russa e Corrente Aussie. O objetivo do tratamento é manter a qualidade do tecido muscular, aumentar ou manter sua força e estimular a circulação no local.

Tais correntes elétricas possuem fins excitomotores e, quando aplicadas, não provocam dor, apesar do estranhamento inicial e dos pequenos “sustos” quando o músculo se contrai com a corrente! A diferença entre elas é que a Corrente Aussie costuma entregar uma sensação mais confortável ainda do que a Russa, mesmo em maior intensidade.

 

O tratamento pode ser iniciado poucos dias após o parto normal, sendo indicado aguardar um período maior – cerca de 30 dias – no caso de cesárea. Para ter ainda mais segurança, vale consultar seu médico antes para saber se está tudo ok para começar!

Até a próxima!


Quer saber mais? Entre em contato para ter acesso aos artigos que serviram de fonte para esse texto!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s