Cabelo masculino e feminino: existe diferença?

cabelos-femininos-e-masculinos.jpg

Nas prateleiras de perfumarias e lojas de cosméticos, encontramos produtos capilares específicos para homens e mulheres. Mas não é raro ver maridos e namorados usando o xampu da esposa ou namorada na hora do banho, seja pela praticidade ou simplesmente por não se importar com o produto que vai usar. E será que tem problema? Xampu não é tudo igual? Cabelo não é tudo igual?

Pois bem, xampu não é tudo igual e cabelo muito menos! Quando se trata de cabelo masculino e feminino, temos algumas diferenças. Em primeiro lugar, sabemos que o cabelo dos homens tende a ser mais oleoso pela maior atividade das glândulas sebáceas – isso por causa da testosterona. Em segundo lugar, seus fios são mais grossos. Sua taxa de crescimento também é maior do que a das mulheres, crescendo em média 0,349 milímetros por dia, enquanto o delas cresce 0,339 milímetros.

Diante disso, vemos que, quando produtos são formulados especialmente para homens, não é somente uma jogada de marketing. Se formos pensar nos produtos femininos, grande parte deles contém ativos hidratantes, de nutrição e reconstrução, pois as mulheres tendem a fazer muito mais procedimentos químicos nos fios e eles realmente necessitam desses ingredientes. Já o cabelo dos homens costuma ser virgem, ou seja, nunca ter passado por nenhum processo químico. Deste modo, as necessidades daquele fio são diferentes.

(Aqui uma observação: hoje em dia, esse cenário já vem mudando bastante! Muitos homens vêm apostando em tratamentos capilares, fazendo mechas, tingindo, preocupando mais com os fios… E isso é muito legal!)

Então, não é que os homens não possam usar os produtos capilares das esposas ou namoradas. É que eles muitas vezes não foram feitos para atender às necessidades específicas do cabelo deles. Pode ser que, ao usar o xampu da amada, o cabelo fique mais oleoso que o de costume, comece a apresentar um quadro de caspa, caia mais do que de costume…

Se observar alguma coisa diferente acontecendo, que tal tentar mudar o produto para fazer o teste? Porém, fica o alerta: qualquer alteração mais grave ou se aparecerem sintomas insistentes, o melhor mesmo é procurar um dermatologista!

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s