Tratamentos estéticos substituem os exercícios físicos?

Essa é uma dúvida muito comum. Grande parte das pessoas que buscam os tratamentos estéticos não pratica nenhuma atividade física. Então, descontentes com alguma característica do corpo, recorrem à estética em busca de resultados mais rápidos e fáceis do que passar horas do dia, durante meses, fazendo algum exercício. Mas esse pensamento – de que os tratamentos estéticos substituem os exercícios – está longe de ser correto. E isso por vários motivos.

Entre os muitos tratamentos estéticos corporais disponíveis, destacam-se os para flacidez, perda de medidas, celulite e estrias, entre outros. Os objetivos deles são melhorar o aspecto da pele e/ou de determinada região do corpo. Por consequência, pode ser que haja melhoras fisiológicas também, como no caso dos tratamentos para celulite, que otimizam a drenagem linfática, amenizando edemas e o desconforto trazido por eles, por exemplo.

exercício físicoJá os exercícios físicos têm objetivos que vão além da simples melhora de aspectos inestéticos. Eles envolvem toda uma cadeia de fatores fisiológicos que vão beneficiar a saúde, melhorando a circulação, o metabolismo, proporcionando perda de gordura, entre outros, que, por consequência, vão impactar no aspecto visual do corpo, com perda de medidas, melhora na celulite e na flacidez etc.

Então, o pensamento é complementar. A grosso modo: enquanto a estética trabalha o lado de fora, podendo impactar o lado de dentro, os exercícios trabalham o lado de dentro, podendo impactar o lado de fora. E o melhor dos cenários é quando os dois – estética e exercícios físicos – andam juntos. Aí sim é que se obtêm os melhores resultados, pois um corpo saudável tem muito mais capacidade de responder satisfatoriamente aos tratamentos estéticos, que terão efeitos muito mais notáveis e duradouros se forem feitos em praticantes de atividade física regular.

Corrente RussaE isso vale até mesmo para os tratamentos estéticos que envolvem diretamente o trabalho muscular, como é o caso da corrente russa. Isso porque, no caso desse tipo de corrente, apesar de proporcionar uma contração muscular e promover aumento da força e hipertrofia quando realizada corretamente, ela atua apenas nisso: fortalecimento muscular. Seus efeitos estéticos incluem melhora no aspecto da celulite e melhora na flacidez. Porém, os demais benefícios dos exercícios à saúde – que são inúmeros – não estão inclusos nessa conta.

Portanto, nada de recorrer à estética achando que vai ser a solução para sua preguiça! O ideal é manter uma rotina de exercícios físicos e recorrer aos tratamentos estéticos como forma de ter resultados mais rápidos e objetivos. Lembre-se: a estética e a atividade física devem ser aliadas e andar sempre lado a lado, assim como a alimentação balanceada!

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s